www.industria-portugal.com
Norelem

Engenharia com precisão milimétrica

Embora algumas funções da engenharia permitam algum grau de tolerância, determinadas aplicações exigem o máximo de precisão e exatidão. Isso apenas é possível com os componentes de medição corretos, como explica Marcus Schneck, CEO da norelem.

Engenharia com precisão milimétrica

O que é a engenharia? Provavelmente a maioria das pessoas descreveria a engenharia como fabricar coisas, fazer com que as coisas funcionem e tornar o trabalho mais fácil.

Isso significa que os engenheiros são pessoas inovadoras, solucionadoras de problemas e pensadoras. O que caracteriza um bom engenheiro é sem dúvida o facto de estar sempre a tentar melhorar e nunca se conformar com o status quo.

É evidente que a procura de melhores soluções é bem-vinda pois, caso contrário, não existiria progresso. Frequentemente, o que permite aos engenheiros fazer experiências é o facto de a engenharia não ser uma ciência exata - é possível jogar com graus de tolerância, recorrer a diferentes métodos e aplicar criatividade.

Por exemplo, é possível realizar tarefas de fixação e posicionamento de diversas formas, desde grampos rápidos a pinos de retenção, esferas de fixação magnética e parafusos excêntricos, sendo estas abordagens perfeitamente viáveis para trabalhos de fixação. Algumas são mais eficientes e eficazes do que outras, mas isso depende da tarefa em questão.

No entanto, há sem dúvida disciplinas da engenharia que exigem precisão e exatidão e as medições são limitadas. Vejamos os cintos de segurança, por exemplo. A maioria dos cintos de segurança modernos são enrolados em bobinas com molas denominadas "retratores". Estes estão equipados com bobinas de inércia que impedem a extensão do cinto além da bobina durante desacelerações acentuadas, como em caso de impactos ou travagens bruscas. Para que isto funcione, os dentes do sistema retrator têm que ser desenvolvidos com base em engenharia precisa. Caso contrário, o bloqueio do cinto de segurança não acontece.

Estes mecanismos são manifestamente compostos por elementos cujas dimensões são de importância crítica. Caso não sejam corretamente maquinados e medidos, poderão colocar em risco a vida das pessoas.

As aplicações aeroespaciais e de produção necessitam igualmente deste nível de exatidão. Se esta precisão não for garantida, as peças podem ser rejeitadas ou não respeitar as normas aplicáveis. Por sua vez, isto levaria a períodos de inatividade, atrasos nos projetos, trabalhos de manutenção desnecessários e, em última análise, a custos adicionais.

Para medir peças com exatidão, os engenheiros têm que estar familiarizados com as ferramentas de medição disponíveis, com a exatidão das suas medições e com as suas utilizações.

Posicionamento exato com guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha

Engenharia com precisão milimétrica

Para os setores de produção e ciências laboratoriais, as guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha, como as comercializadas pela norelem, constituem o tipo mais simples de guias de deslizamento linear que garantem um posicionamento com o máximo de exatidão. Possuem um canal em forma de rabo de andorinha (daí o nome) utilizado para bloquear as calhas lineares e permitir o movimento ao longo do canal.

Nas guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha, os componentes móveis têm contacto direto com a carga e a área de superfície destas guias é geralmente superior à das guias de deslizamento linear com rolamento de esferas e das guias de deslizamento com rolamento de rolos. Por este motivo, as guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha são mais adequadas para cargas mais pesadas.

Devido ao seu design, garantem um movimento suave e linear sem riscos de folgas mecânicas, o que é essencial para um posicionamento rápido e eficiente. Como tal, são um complemento ideal para diversas máquinas, dispositivos óticos e instrumentos de medição.

Entre as vantagens destes versáteis produtos estão o ajuste preciso de unidades de processamento, câmaras de medição, espelhos, microscópios e cabeças de laser. Também podem ser utilizados para o ajuste preciso de cabeçotes de brasagem, plasma e soldadura e para a focagem de maçaricos.

As guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha também podem ser adaptadas caso seja necessário um posicionamento mais complexo. Com a utilização de parafusos de fixação, podem ser combinadas de forma simples e rápida para formar mesas cruzadas.

Estes componentes, maioritariamente utilizados nos setores de produção e ciências laboratoriais, são duradouros e conseguem garantir facilidade de movimentos durante longos períodos de tempo sem necessidade de manutenção. De facto, as guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha da norelem têm uma vida útil de até 1 milhão de cursos.

Fundamentalmente, as guias de deslizamento linear modelo rabo de andorinha podem ser utilizadas em conjunto com fusos micrométricos e volantes para garantir ainda mais exatidão. Quando utilizadas em conjunto com fusos micrométricos, estes permitem a graduação do componente móvel da guia de deslizamento em incrementos de 0,02 mm.

A melhor posição

Engenharia com precisão milimétrica
Mesa de posicionamento

Para medir e testar equipamentos, posicionar componentes em máquinas-ferramentas ou manusear sistemas ou dispositivo de fixação, as mesas de posicionamento com indicador de posição eletrónico são frequentemente a melhor escolha devido às suas guias isentas de folgas.

As mesas de posicionamento garantem o posicionamento exato de componentes, batentes, sensores, chaves de fim de curso, grippers ou até câmaras no centésimo de milímetro mais próximo. As versões com indicador de posição eletrónico também oferecem vantagens aos engenheiros, na medida em que possuem ecrãs LCD grandes, o que lhes permite ler as medições de forma rápida e clara e melhorar a eficiência. A exatidão de exibição é de 0,01 mm.

Adicionalmente, com as mesas de posicionamento da norelem, cuja autonomia da bateria é de até 2 anos, é possível configurar as definições de reposição, medida seccional e offset através dos botões do indicador de posição.

Engenharia com precisão milimétrica
Mesa de posicionamento giratória

As mesas de posicionamento não só fornecem medições exatas, como também são modulares. É possível combinar mesas cruzadas, mesas de elevação e mesas de posicionamento giratórias do mesmo tamanho para medir eixos diferentes.

Velocidade precisa-se
Embora uma das facetas da engenharia se resuma a criatividade e inovação, a faceta associada à precisão exige velocidade e exatidão. Os engenheiros têm que ter a capacidade de efetuar medições e posicionamentos de modo eficiente e exato para garantir uma melhor produtividade.

Engenharia com precisão milimétrica
Exemplo de aplicação

Para mais informações sobre a norelem e a sua gama de componentes de medição, visite www.norelem.pt


Para mais informações sobre a norelem e a sua gama de componentes de medição, visite www.norelem.pt

  Peça mais informações…

LinkedIn
Pinterest

Junte-se aos mais de 15 mil seguidores do IMP