www.industria-portugal.com
Watson Marlow

Xaropes doces e viscosos não são problema para as bombas MasoSine

Quando se trata de produção de confeitaria, a transferência de xaropes de açúcar líquido altamente viscosos pode trazer inúmeros problemas a muitos tipos de bombas. Numa conhecida empresa brasileira, fabricante de doces de gelatina de frutas, os engenheiros de produção estavam a ficar frustrados com as manutenções não programadas, e com o elevado tempo de inatividade incorrido por falhas nas bombas de lóbulos que operavam na planta.

Xaropes doces e viscosos não são problema para as bombas MasoSine

A solução dos problemas veio quando a companhia tomou conhecimento e pode experimentar a tecnologia de bombas MasoSine da Watson-Marlow Fluid Technology Group (WMFTG). A subsequente substituição das bombas de lóbulos por bombas sinusoidais reduziu significativamente a manutenção e o tempo de paragem.

Esse fabricante líder de mercado no setor de confeitaria, tornou-se favorito entre o público infantil e adulto. Juntamente com suas famosas geleias de frutas, outras duas linhas de produtos foram desenvolvidas para atender ao gosto brasileiro: o marshmallow e as balas de frutas

Logo após o início da produção nessa planta, os engenheiros de produção foram até o estande da WMFTG na Fispal Tecnologia, feira voltada para tecnologia na fabricação de alimentos e bebidas que ocorre anualmente em São Paulo. Eles procuravam uma tecnologia melhor e mais confiável para substituir as bombas de lóbulos que estavam a falhar devido a ineficaz vedação mecânica. A manutenção teve que inclusivamente fazera remoção dessas bombas de lóbulos para reparação externa, e colocar uma bomba de reserva para não parar a produção.

Possível Paragem da produção

Embora a fábrica estivesse conseguindo acompanhar o ritmo da demanda com essa bomba de reserva, era evidente que esse problema de manutenção poderia paralisar a produção, causando danos mais sérios ao negócio. Na sequência disso e das desvantagens relacionadas aos custos recorrentes da manutenção contínua com a bomba de lóbulos, a empresa decidiu tomar medidas para substituir a tecnologia.

Os Engenheiros de Vendas que estavam na feira, após ouvirem o relato do cliente, recomendaram a linha de bombas MasoSine com sistema triplo de vedação. Esse tipo de vedação requer uma manutenção de baixo custo e nenhuma fonte de lubrificação externa, tornando-se na solução ideal tanto operacional, quanto económica.

Diferentemente das vedações mecânicas tradicionais, o sistema triplo de vedação das bombas MasoSine, que é fornecido como padrão de fábrica, não sofre nenhum dano quando a bomba não está em operação por um período de tempo. Por outro lado, os xaropes de açúcar podem fazer com que as faces do selo mecânico das bombas de lóbulos se adiram como cola quando a bomba está parada por um determinado tempo.

Pedido de quatro bombas

Não demorou muito para que a substituição da bomba de lóbulos para a tecnologia da bomba MasoSine fosse confirmada como um sucesso na aplicação de fabricação de doces de gelatina. Consequentemente, quatro bombas MasoSine foram solicitadas pela companhia para operar na transferência do xarope de açúcar líquido viscoso a temperaturas de 60 a 70 ° C, e caudais até 4600 litros por hora.

Não só a manutenção e os custos com paragens foram reduzidos, como as bombas MasoSine tem proporcionado um maior desempenho que as bombas de lóbulo antecessoras em processos críticos, possibilitando menos perda de produto. De fato, a empresa agora desfruta de bons indicadores de eficiência, graças à experiência especializada no setor alimentar da equipe brasileira da Watson-Marlow.

Ricardo Costa, Engenheiro de Vendas da WMFTG Brasil e responsável por esse cliente, celebra a conquista: “A aquisição de quatro bombas é uma evidência clara de que a qualidade dos produtos MasoSine e o nosso nível de serviço conquistaram a confiança do cliente. Temos orgulho de trabalhar estreitamente com eles, colaborando com uma marca tão grande e compartilhando novas ideias que proporcionam economia e eficiência. Agora estamos na expectativa para sermos chamados para aplicações futuras nessa planta, e também confiantes de que seremos selecionados mais uma vez quando o projeto de expansão da fábrica for aprovado. ”

www.wmftg.com

  Peça mais informações…

LinkedIn
Pinterest

Junte-se aos mais de 15 mil seguidores do IMP