www.industria-portugal.com
Watson Marlow

Setor emergente de extração de lítio tira proveito das bombas peristálticas da WMFTG

A Grinding Solutions, um importante laboratório metalúrgico e consultoria, está a utilizar bombas peristálticas da série 500 do Watson-Marlow Fluid Technology Group (WMFTG) como parte da nova planta experimental para a Cornish Lithium. A bomba é composta por seis cabeçotes para a dosagem simultânea de reagentes em todos os seis fluxos do processo de flutuação. Como parte da mesma planta experimental, a empresa também está a utilizar a bomba doseadora Qdos da WMFTG para dosear floculante em tanques de decantação. A Grinding Solutions tem utilizado as bombas da WMFTG há muitos anos como parte de operações de banco de ensaios, mas a mudança para as operações a nível experimental é um empreendimento inovador para esta empresa.

Setor emergente de extração de lítio tira proveito das bombas peristálticas da WMFTG


Com o impulso referente à electrificação e fontes de energia renovável, empresas, países e regiões estão a explorar recursos de lítio e outras baterias de metal. A Cornish Lithium, por exemplo, está a considerar a extração de lítio de salmouras e de rocha dura. Após testes de banco de ensaio bem-sucedidos, a Grinding Solutions está agora a realizar testes da planta experimental para a Cornish Lithium, ajudando a empresa a desenvolver um processo de extração de lítio de micas.

As operações a nível experimental permitem à Grinding Solutions confirmar o resultado dos testes de banco de ensaio, desenvolver confiança e gerar concentrado que a Cornish Lithium pode utilizar para testes futuros. A planta experimental também ajudará os clientes a verificar processos, a compreender custos e a minimizar riscos.

Enorme mudança na indústria

As baterias de metal serão fundamentais no futuro, tendo em conta o impulso em relação ao transporte e infraestruturas amigas do ambiente. A Cornish Lithium é uma empresa de exploração mineral eco-tecnológica focada na extração sustentável de lítio e de outras baterias de metal no histórico e importante distrito de extração, Cornwall. É uma de apenas cinco regiões mundiais com granitos enriquecidos com lítio. A empresa tem assegurado extensos acordos de direitos minerais em mais de 500 quilómetros quadrados de Cornwall, tendo como objetivo estabelecer uma indústria de extração de lítio forte, sustentável e amiga do ambiente, no Reino Unido.

As parcerias são a chave para esta ambição, sendo o motivo pela qual a empresa trabalha de perto com a Grinding Solutions, sediada perto de Truro, Cornwall. Por sua vez, a Grinding Solutions estabelece parceria com a principal especialista de bombas, WMFTG, que também tem a sua sede global em Cornwall.

«Temos trabalhado com a Cornish Lithium há anos», diz Jon Rumbles, responsável por projetos metalúrgicos na Grinding Solutions. «Temos prosseguido firmemente de testes e processos de minerais baseados no banco de ensaio para a planta experimental. Em vez de processar dezenas de quilos, estamos a processar centenas.»

As bombas revelam-se fundamentais

A Grinding Solutions esmaga, mói e separa o mineral em frações de tamanhos diferentes, processando-o para gerar um concentrado de lítio. A dosagem/bombeamento exata de materiais é vital para o sucesso da planta experimental.

Através do estado de flutuação da planta experimental, que promove a separação mineral, há a necessidade de dosear reagente (coletor e espessante) a um ritmo de adição constante. Aqui, a empresa tira proveito da bomba peristáltica Watson-Marlow 530SN com seis cabeçotes 313.

«O uso de seis cabeçotes significa que podemos utilizar uma única bomba para dosear todos os seis fluxos pelo processo rougher e scavenger como parte do processo de flutuação, que é bastante eficiente», diz Jon Rumbles.

Além disso, a empresa potencializa os benefícios das bombas doseadoras Qdos 30 da WMFTG para dosear floculante em tanques de decantação a um ritmo de 10-15ml/min. O floculante possibilita uma melhor sedimentação, permitindo uma extração mais rápida da água, pronta para voltar para o sistema.

Muitas vantagens

«Temos usado as bombas Watson-Marlow há anos, tanto para dosagem como para transferência», explica Jon Rumbles. «Elas são muito fáceis de calibrar, e a capacidade de fluxo de grande amplitude é valiosa. Temos vários bombas doseadoras de regentes da série 500 no site, mais as Qdos 30. Algumas das bombas da série 500 são equipadas com cabeçotes mais largos para transferências, enquanto algumas bombas da série 600 estão vinculadas ao densímetro. Na verdade, para facilitar o ajustamento automático, estamos a considerar utilizar a entrada 4-20 mA para ainda mais controlo do regulador.»

Além de dosear reagentes viscosos, a Grinding Solutions usa as suas bombas Watson-Marlow para dosear ácido sulfúrico, o que ajuda o sistema a manter o pH de 2-3.

«Ao utilizar as bombas peristálticas da Watson-Marlow, não tivemos que pensar em problemas como acidez forte e alto nível de viscosidade», conclui Jon Rumbles. «Como os cabeçotes são independentes, podemos alterar o reagente - e o cabeçote - sem termos de nos preocupar com danos na bomba ou contaminação cruzada. «Além disso, temos a dosagem exata e fluxo contínuo das bombas Watson-Marlow sem qualquer tipo de problemas de fiabilidade.»

Vídeo de caso de estudo

Os engenheiros com desafios semelhantes à Grinding Solutions podem ver o vídeo - em 3 dimensões - sobre como a tecnologia do WMFTG otimiza os processos da empresa. O vídeo está disponível no link abaixo.

www.wmftg.com

  Peça mais informações…

LinkedIn
Pinterest

Junte-se aos mais de 15 mil seguidores do IMP